health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

"Vamos matar os bambis"


Essa frase, pra quem não sabe, foi dita pelo presidente do Palmeiras em festa da principal torcida organizada do clube. Ele subiu ao palco, pegou o microfone e disparou: “vamos matar os bambis (...) os bambis estão mortos”.

Na minha visão, apesar de imprensa errar várias vezes, dessa vez não houve erro de interpretação. A minha linha de raciocínio nesse caso é muito simples: quando o Sr. Belluzzo assumiu a presidência do Palmeiras, futebolisticamente ele deixou de ser apenas um torcedor alviverde, para se tornar um homem público. Portanto, deve agir, pensar e falar como tal. Em qualquer lugar. Ainda mais hoje em dia que a velocidade é mais rápida que o piscar dos nossos olhos.

Independente do que cada um entendeu nas suas declarações no vídeo da Organizada, ele não deveria nunca ter mencionado as palavras “bambi” e “matar”. E eu não estou falando de significado do termo. Estou falando de oratória.

Vamos usar o exemplo do presidente do principal rival do Verdão, que estudou até sexto ano do antigo ginásio. Pois bem. Numa apresentação de um vídeo institucional do Corinthians, houve um telão onde apareceu um bambizinho, fazendo menções ao São Paulo (pouco tempo depois da Andréz Sanchez ter falado que seu time não jogaria mais no Morumbi). E qual foi a atitude do presidente que estudou até o sexto ano do antigo ginásio? Ele pediu desculpas em público e disse que não sabia que aquele bambizinho apareceria na tal apresentação.

É isto. Estou falando de oratória partindo de uma pessoa pública. Ele até pode ter aprovado tal exibição de imagens. Sim, porque ele é um torcedor. Mas se saiu muito bem na hora de falar para o público, em especial para a imprensa.

No caso do mandatário palmeirense, ainda tem um precedente bem agravante. Ele chegou a apoiar uma agressão física contra o árbitro Carlos Eugênio Simon. Assim fica difícil não levar ao pé da letra e ao pé de guerra, um ‘destempero’ do presidente do Palmeiras, como pede o jornalista Mauro Beting em seu blog.


FME News

Escutem mais um DEBATSPORTS com vários assuntos abordados, entre eles, a emocionante reta final do Brasileirão e mais um convidade especial. Participem também da Seleção do Debatsports. Não perca!

E na próxima terça-feira, o Futebol Recordação volta com tudo no blog Pitacos do Bodaum. Falaremos do Brasileirão de 1985 e o título do Coritiba. Fique atento!


E sábado, aqui no Futebol, Música, Etc; é dia de Fútbol Argentino. Não perca!

7 comentários:

Blog do Vascão disse...

Eu vi o vídeo dessa declaração ai em outro blog, achei ridicula a ação de um cara que é pra ser estudado e presidente de um grande clube, errou e errou feio instigando a violência ainda mais para a mancha verde uma das mais violêntas do Brasil, além do preconceito.

Ele pode até ter se referido a matar no sentido futebolistico, mas mesmo assim foi uma frase muito infeliz ddeste cidadão.

Abraço
Jeferson

Marcela Semler disse...

Mas tem gente sem noção nesse mundo ¬¬

Ridículo um presidente de clube ter essa postura e ainda incitar violência....

Excelente post Wilson, mais um belo texto... e não deixa matar o bambi... ele eh taum fofis =D

hauhauhauhauahua

Beijosssss Marcelinha Colorada

Gremista Fanático disse...

Pois é camarada, realmente de se lamentar a atitude do Presidente do Palmeiras que parece viver mesmo um inferno astral completo, da cadeira da presidencia de onde era pra vir só coisas positivas para o clube como vinha sendo vem coisas desse tipo que só estragam a imagem dele, pisou na bola feio, abraço.

Saudações do Gremista Fanático

Felipe Delfim disse...

O cara não para de soltar pérolas, é incrível...
Perdeu mais uma vez a chance de ficar calado, o Beluzzo...

Abraço WH! ;)

Blu disse...

Beluzzo é o Márcio Braga do Palmeiras.

Só abre a boca na hora que não deve.

oPerna disse...

infelizmente amigão, é por essas e outras demonstraçoes publicas do amadorismo de quem manda nos clubes brasileiros que o pais com o melhor futebol do mundo nao é nada mais que uma fazenda muito produtiva de craques.

enquanto nos aqui ainda nos preocupamos com os bons modos dos nossos presidentes, os dirigentes da Europa por exemplo se preocupam em como almentar a lucratividade do clube para melhor estrutura e concequentemente melhores resultados.

é lamentavel ter que ver uma coisa dessas, mas é o que eu digo.

aqui no brasil, os dirigentes que gostam do clube nao sabem administrar, e os que sabem administrar nao gostam do clube.

e tenho dito.

SRN

carol sakurá disse...

Olá!
Primeira vez por aqui!
Adorei seus textos e sua linguagem!
De fato,a atitude do presidente do Palmeiras(adorei o 'mandatário') foi lamentável.
Ser torcedor do clube,não o isenta do respeito,principalmente na posição ocupada.

Abs!

Carol Sakurá