health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Obina.


Apesar de algumas pessoas chegarem à conclusão que em 2009 teríamos um Campeonato Brasileiro acima da média corriqueira, pelo bom número de jogadores talentosos que as equipes tinham, em comparação com as edições anteriores, mais uma vez estamos vendo a saída de muita gente para o futebol europeu. Cá pra nós, não se trata de nenhuma novidade. Não daria para dizer que nesse quesito, esse ano seria diferente.

Com o título de campeão paulista e da Copa do Brasil, o Corinthians viveu uma ascensão de credibilidade. Muitos começaram a olhar pro Timão como uma das melhore equipes do país, e inclusive, a apontar Mano Menezes como o melhor técnico. Entretanto, nas duas últimas semanas, notícia de jogadores saindo da equipe paulista foi algo comum de se ver. Dois exemplos:Justificar André Santos que participou da Copa das Confederações pela seleção e Cristian, que vinha sendo muito elogiado pelos lados do Parque São Jorge.

No Internacional, que começou o ano muito bem cogitado e agora vive uma queda de rendimento, um dos principais jogadores deixou o time em direção ao futebol espanhol. O atacante Nilmar, candidato a craque e artilheiro do Brasileirão, pelo menos no início da competição, também não nos dará mais o prazer de vê-lo atuando em gramados brasileiros.

E na contramão dessa onda de venda de jogadores importante e também batendo de frente com o que a imprensa taxa como certo, o Palmeiras, a pedido do ex-técnico Vanderlei Luxemburgo, trouxe Obina, que vinha muito mal no Flamengo, sem conseguir entrar no seu peso ideal no clube carioca.

Até de forma natural, porém desrespeitosa, a imprensa, sobretudo a de São Paulo, reagiu com negação e deboche quanto à contratação palmeirense.

Quem o acompanhou no Flamengo, sabe bem que não se trata de um craque. É balela dizer que ele é melhor que o camaronês Eto’o. Mas em hipótese alguma podemos colocar sob dúvida sua personalidade e vontade ser jogador. O atacante baiano nunca demonstrou não querer participar de jogo A ou B pelo rubro-negro. Sempre esteve a postos para qualquer batalha, mesmo com seus quilinhos a mais.

E agora, mais pessoas estão entendo o porquê dele ser tão idolatrado pela torcida flamenguista, mesmo todo mundo sabendo que não se trata de um excepcional jogador. No Brasileirão já são 8 gols e a vice-artilharia, ao lado por exemplo de Adriano, que chegou no Fla para ser O centroavante do time.

Portanto, sem fazer muito esforço e sem se preocupar com a janela européia de contratações, o Palmeiras achou um bom substituto para Keirrison, que começou a temporada bem e depois aterrissou.

E particularmente, Obina vem demonstrando que no nosso futebol atual, quem não é craque pode ainda não ser rei, mas quem respeita a profissão que exerce, merece muito mais que respeito. Merece, sobretudo, atenção. Que o diga a defesa do Corinthians...

[Foto: Terra]

2 comentários:

Pedro disse...

Cara sempre gostei muito do Obina acho ele um excelente jogador apesar de ter seus altos e baixo é um bom jogador!
Acho ele raçudo brigador,e artilheiro isso que importa né?
hehe
Abraços

Uelton Gomes disse...

Quem diria obuna acabou com o Corinthians,

Abraços