health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Em busca da hegemonia.


Num campeonato que está sendo marcado pela disputa acirrada em busca do título, passamos a ter grandes chances de vermos um time confirmar a sua superioridade no futebol brasileiro. Empatado em número de pontos com o líder Grêmio, o São Paulo esse ano pode conquistar seu terceiro título seguido do Brasileirão. Seria o sexto no total.

Três vezes campeão da Libertadores e Mundial, o São Paulo já é para muitos o maior time do país, caso se consolide como maior vencedor também de nacionais, pra mim, não haverá mais como contestar essa condição do Tricolor paulista. Todos sabem que se trata de um time que quando chega, impõe não apenas respeito, mas também medo, pois não costuma titubear numa briga por titulo.

Separado do Grêmio por apenas uma vitória, o São Paulo – que possui o caminho mais fácil, se comparado aos outros times do G5 – deve em poucas rodadas se isolar na ponta. Quando Palmeiras e Grêmio estiveram na frente, se atrapalharam com as suas irregularidades e permitiram que os outros times que brigavam na parte de cima da tabela sonhassem sempre com o titulo, mas quando o time do Morumbi chegar na primeira posição, o campeonato estará no fim, e será muito difícil outro time tira-lo da posição, pois não haverá mais confronto direto com a equipe paulista.

Embora eu tenha ficado grande parte do tempo acreditando em Palmeiras e Grêmio para conquista do título, eu nunca duvidei da capacidade de Muricy e permaneci sendo contra aqueles (principalmente alguns tricolores) que queriam sua saída. A diretoria acertou em mantê-lo e pode, no final do ano, colher mais uma vez os bons frutos.

O futebol brasileiro caminha para ter um clube como sendo maior que todos os outros.




Deixe esse post melhor. Faça um comentário.

Um comentário:

Breiller disse...

Também aposto minhas fichas no Sampa, Wilson. O Muricy é muito competente e, mesmo com um elenco enxuto, conseguiu dar liga nesse São Paulo. Engrenou agora no final e não deve ser brecado na briga pelo hexa.