health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

RIVALIDADE



Esse é um clássico que reserva situações muito particulares. No Brasil há brasileiros que torcem pela seleção argentina, até mesmo influenciados por jogadores argentinos que fizeram história em seus clubes. Na Argentina, existem torcedores que reconhecem que o rival é melhor, mas mesmo assim não admitem em hipótese nenhuma ser derrotado pela seleção penta-campeão do mundo.

Histórico


As duas seleções figuram entre as que revelaram os maiores craques do futebol mundial. De um lado saiu Pelé, Garrincha, Ronaldo, Romário, Zico entre vários nomes. Do outro lado saiu Di Stéfano, Caniggia, Maradona, Riquelme, Batistuta, Messi e também muitos outros.

As conquistas também se perdem na grandiosidade. A Argentina já conquistou Copa do Mundo (1978 e 1986), Jogos Olímpicos (2004 e 2008), Copa das Confederações (1992) e seu campeonato continental (14 títulos da Copa América). O Brasil também não fica atrás. Apesar de nunca ter sido ouro nas Olimpíadas, venceu a Copa do Mundo por cinco vezes (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), além da Copa América (1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007) e da Copa das Confederações (1997, 2005 e 2009).

Maiores séries invictas

A maior série invicta do Brasil sobre a Argentina aconteceu entre março de 1970 e julho de 1982: as duas equipes se enfrentaram 13 vezes, com oito vitórias do Brasil e cinco empates.

A Argentina ficou seis jogos sem perder para o Brasil. Entre dezembro de 1923 e janeiro de 1939, os hermanos venceram cinco jogos e empataram um com a seleção canarinho.

Momento inesquecível sobre o rival

Do lado brasileiro são três momentos. O primeiro foi na Copa de 1982, quando sob o comando de Telê Santana o Brasil derrotou a rival por 3 a 1. Em 2004, a Copa América foi o torneio da vez. O time B de Carlos Alberto Parreira bateu a equipe principal adversária nos pênaltis. Em 2007, o Brasil, de novo com elenco reserva, venceu a favorita Argentina por 3 a 0 na mesma competição.

Do lado argentino, nunca será esquecido o drible histórico de Caniggia sobre Taffarel, eliminando o Brasil da Copa da Itália, nas oitavas de final, em 1990. O jogo estava disputado, quando Maradona deu uma de suas arrancadas, driblou os volantes brasileiros e colocou a bola no pé de Caniggia. O atacante deixou Taffarel no chão e empurrou a bola para o gol. Desta forma, a Argentina despachou o grande rival para casa.

Maiores goleadas

Brasil 6 x 2 Argentina – Rio de Janeiro – Copa Roca (20/12/1945).

Argentina 6 x 1 Brasil – Buenos Aires – Copa Roca (5/3/1940).

Rivalidade invadindo a Copa do Mundo



Os brasileiros venceram dois dos quatro confrontos contra a Argentina em Copas e um acabou empatado. A primeira vitória foi em 1974, na Alemanha Ocidental, por 2 a 1, com gols de Rivelino e Jairzinho. No segundo jogo, nada de gol, 0 a 0 em Rosário, na Argentina, em 1978. O Brasil foi eliminado sem perder – o Peru facilitou a vida dos argentinos e foi goleado por 6 a 0, placar que eliminou o Brasil. A Argentina venceu a Holanda na final e tornou-se campeã. Quatro anos depois, o time de Telê Santana venceu por 3 a 1.

A única vitória da Argentina sobre o Brasil em Copas do Mundo pode ser considerada a mais importante da história de rivalidades entre as duas equipes. Até então, nenhuma das duas seleções havia eliminado a outra de uma Copa em um confronto direto. O Brasil fazia a melhor partida de sua pífia apresentação em 1990, no Mundial da Itália. No segundo tempo, porém, Maradona fez uma bela jogada e lançou o atacante Caniggia. O argentino driblou o goleiro Taffarel e marcou o gol da eliminação brasileira.

Pelé x Maradona

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, é considerado o maior jogador de todos os tempos – exceto pelos argentinos. Em sua carreira, conquistou três Copas do Mundo e fez 1.375 gols. Em 2000, o brasileiro foi eleito pela Fifa o melhor jogador do século XX, à frente do craque argentino Diego Maradona, é considerado pelos argentinos o maior jogador da história do futebol.

O craque hermano foi responsável pelo título argentino da Copa de 1986 – foi o autor de um dos gols mais bonitos da história das Copas e também de um gol de mão. Na Copa de 1994, nos EUA, foi pego no antidoping.

Kaká x Messi



Ricardo Izecson dos Santos Leite, de 27 anos, ganhou destaque no futebol no São Paulo a partir de 2001. Foi reserva da Copa do Mundo em 2002. Encerrado o Mundial, tornou-se meia-atacante titular do Brasil. Em 2003, foi para o Milan, da Itália. Em 2009, foi vendido ao Real Madrid pelo equivalente a 180 milhões de reais – um dos maiores valores já pagos por um jogador de futebol. Entre 2001 e 2009, Kaká venceu os principais campeonatos do mundo. Pelo Milan, conquistou títulos como o Campeonato Italiano (2004), Liga dos Campeões (2007) e Mundial de Clubes (2007). Pela seleção, a Copa do Mundo (2002) e a Copa das Confederações (2005 e 2009). Kaká foi ainda escolhido o melhor jogador do mundo (2007), melhor jogador do Mundial de Clubes da Fifa (2007), Bola de Ouro da revista France Football (2007) e melhor jogador da Copa das Confederações (2009).

Lionel Andrés Messi, maior astro argentino no momento, nasceu em 1987 e é apontado por alguns críticos como o sucessor de Maradona. Conhecido por sua habilidade, foi contratado pelo Barcelona quando tinha apenas 13 anos. Desde então, passou por todas as categorias de base do time espanhol até chegar, aos 16 anos, ao time principal. No Mundial Sub-20, em 2005, foi campeão com a Argentina, além de artilheiro e eleito o melhor atleta do campeonato. Em 2006, Messi disputou a Copa do Mundo da Alemanha e, em 2007, foi escolhido o segundo melhor jogador do planeta, perdendo o prêmio da Fifa para Kaká. Na temporada 2008/2009, voltou a brilhar: foi campeão olímpico e o principal jogar do Barcelona na conquista da Champions League e do Campeonato Espanhol. O argentino é considerado o favorito para a escolha de melhor jogador do mundo neste ano.

13 comentários:

_Vascao_ disse...

Jogão com certeza, muita catimba dos framenguistas de lá, expulsões e 3 a 3 no placar.
Ótimo texto, show de bola.
Abraço
Jeferson

Gremista Fanático disse...

Ai Wilson mandou bem no post meu velho. Cara acho que se o Brasil não se intimidar com a pressão da torcida vence o jogo, abraço.

Saudações do Gremista Fanático

Maldita Futebol Clube disse...

cara, vai dar Brasil com o gols de Adrtiano e kaká 2 x 0 com show de bola, mas o que mais me enerva para amanjhã é vasco x Atle´tico -go ,a cho que será a vaga para a série A decidida aí, não em pontos mas moralmente1 abs, leandro aproveita e chega por lá para dizer para galaera MFC: qual o som do seu coração/ abs, leandro

Fernando Gonzaga disse...

certamente será um grande jogo, pegado do início ao final, mas sinceramente, acho difícil o Brasil voltar com um resultado positivo de lá, no máximo um empate...

abraço!!

Saulo disse...

Só sei de uma coisa. Esse jogo vai pegar fogo!


saulobotafogo.blogspot.com

Ale disse...

Pois é, é amanhã o jogão de bola... Mto bom o post, bem completoo
tá de parabéns! Mta história entre essas duas grandes seleções.

Abraços
http://ale-gremista.blogspot.com/

AF STURT disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AF STURT disse...

Eu torço pelo Brasil mais não sou aquele torcedor fanatico, até por que esses caras não merecem que eu sofra por eles,e nem o basil,muita vezes...

Kauê Oliveira disse...

É um clássico único no futebol Mundial, toda a tradiçao e história que nevolve esse clássico é algo surpreendente.

A Argentina deve usar e abusar do jeitinho Argentino, porém o Brasil tem de usar a expêriencia de Lúcio e outros para se dar melhor

abçoss

Saulo disse...

Wilson! Gostei muito do seu comentário no meu blog sobre os clubes cariocas que estão querendo se matar.

Concordo com tudo que você disse e eu até ia colocar aquilo também que você disse, mas fiquei pensando se devia colocar isso ou não.

Mas, o que você falou é também a pura verdade.

saulobotafogo.blogspot.com

Michel Farias disse...

Jogão...

Para mim o Brasil tem o melhor elenco, mas como vai jogar em Rosario - Argentina, o duelo fica bastante equilibrado.

Se fosse para chutar um placar, diria 2 a 1 para nossa seleção!!


Abraço Hebert!!

Esron disse...

Jogão concerteza, acho que o Messi vai joga muito e vai ser 3 a 1 pros Hermanos.

Abraço WH

Pedro disse...

Vai ser um jogão como todo Brasil x Argentina mas acho que da Brasil!
2 A 0
Abraços
Pedro
http://coxamor.blogspot.com/