health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

FLAMENGO X BOTAFOGO. Uma final merecida!



A taça Guanabara, na minha visão, não apresentou surpresas. Foi um campeonato em que
os pequenos já entraram mortos. Sem poder enfrentar os grandes no seu domínio, ficou difícil as semifinais sem a presença dos clubes mais tradicionais do Estado. Com algumas exceções, os grandes foram trilhando seus caminhos nos jogos, e em determinados momentos, goleadas se transformavam em extensão do treino, para um campeonato onde a disputa parece só ter começado com os clássicos.

Por falar em clássicos, mais uma vez a FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) se mostrou “genial”, marcando um Fla x Flu para a última rodada classificatória, tirando qualquer valor que esse confronto charmoso e histórico poderia ter para o campeonato em si, mas mesmo assim, as torcidas compareceram colocando 40 mil pessoas no Maracanã. Já com os outros dois favoritos – Botafogo e Vasco - o clássico que acontecera no sábado de carnaval trazia mais valia para o campeonato e serviu para a equipe de Cuca se firmar como um verdadeiro favorito entre os grandes.

Os dois que fizeram a final, lá chegaram de forma merecida. Entre os eliminados nas meias finais, o Vasco teve um inicio de ano tumultuado, com algumas desavenças entre comissão técnica e diretoria, jogadores chegando no decorrer do campeonato, que por mais que representem grande importância, como o ídolo Edmundo, acabaram atrapalhando qualquer planejamento que se tenha feito. E nas Laranjeiras, muitas dúvidas atormentavam a cabeça de Renato Gaúcho, como a questão de quantos atacantes escalar para os jogos importantes e até a formação para equipe. Todas essas causas contribuíram para que esses clubes não conseguissem chegar até a final da GB.

Flamengo e Botafogo fizeram uma campanha convincente e em contramão aos rivais, com mais tranqüilidade. Nos jogos classificatórios para as semifinais, o campeão da GB, venceu 6 dos 7 jogos e perdeu uma. Já o Glorioso, teve uma vitória a menos com um empate e uma derrota. Os dois lideraram os seus grupos de ponta a ponta.

E como não podia deixar de ser, a final foi um jogo estupendo. Com 85 mil presentes, a maioria de rubro-negros. A torcida teve um papel fundamental nesse espetáculo, fazendo do Maracanã um verdadeiro templo de alegrias e festejos. Com a entrada em campo dos times, seus seguidores apaixonados se levantaram e cantaram com toda vontade seus hits que fazem sucesso desde o ano passado. De um lado a arquibancada completamente preta e branca com faixas e muita emoção e empolgação e do outro lado, visualmente bem mais apertada, os flamenguistas gritavam e balançavam seus bandeirões. O maior do mundo estava preparado para mais uma final. Um clássico que mexeu com os nervos desde antes do jogo até bem depois, trazendo acontecimentos importantes para a continuação da temporada. No primeiro tempo, as equipes partiram pra cima. Nenhuma das duas representações queria que a história dos últimos encontros desse confronto se repetisse. Empate era algo que em hipótese alguma passava na cabeça de botafoguenses e rubro-negros. Com isso, as equipes procuraram o ataque logo no inicio.

O Flamengo conseguia um maior movimento de jogo e chamava atenção a regularidade de Ibson nos passes de bola. O meia conseguiu a incrível marca de em dez passes, oito terem sidos acertados. Já dos lados alvinegro, a rapidez para a saída nos contra-ataques, era algo que preocupava muito o técnico Joel Santana. E numa dessas arrancadas do time da estrela solitária, Wellington Paulista conseguiu abrir a placar após triangulação do ataque com Zé Carlos e Lúcio Flavio que tocou para o centroavante limpar dois e chutar no canto de Bruno.



O Flamengo, de forma imediata, tentou dar o troco. As saídas pelas laterais estavam complicadas de acontecer já que o técnico adversário plantou homens para marcar as subidas de Juan e Léo Moura. O lateral direito do Fla sofria mais com a forte marcação de Adriano Felício, mas mesmo assim conseguia eventualmente puxar uma jogada de ataque, entretanto a melhor opção ofensiva era sem dúvida Ibson que teve tarde inspirada nesse domingo.

Quando as equipes voltaram do vestiário para o segundo tempo, mais uma vez os conglomerados de torcedores entupidos de paixão e alegria promoveram uma festa marcante e bonita de se ver. O Fla resolveu mais uma vez partir com tudo para o ataque, só que dessa vez o time tinha de fato uma escalação mais ofensiva. Kléberson e Obina entraram no lugar de Jaílton e Marcinho respectivamente e isso deu mais presença ofensiva no campo do rival. Percebia-se a equipe da Gávea atacando com mais tranqüilidade e trabalhando melhor a bola, já o Bota não descia com tanta pressa ao ataque. Era necessário não deixar a defesa desguarnecida.

Com um jogo bem corrido, disputado e ficando cada vez mais truncado, o juiz Marcelo de Souza Henrique marcou pênalti aos 15 minutos, em cima de Fábio Luciano que quase teve a camisa arrancada. Essa marcação do juiz provocou muita reclamação por parte dos jogadores da estrela solitária. A partida ficou parada durante três minutos. Na cobrança, Ibson empatou o jogo.E com a bola no fundo da rede, a confusão ficou
generalizada. Souza tentou arrancar a bola do domínio do goleiro Castillo para reiniciar o jogo o mais rápido possível e isso provocou uma reação em cadeia dos jogadores botafoguenses. Com o tratamento mais ríspido entre os jogadores que estavam em campo, os reservas rubro-negros invadiram o campo para tentar acalmar os ânimos dos companheiros resultando na invasão conjunto da imprensa e dos reservas botafoguenses assim como o técnico Cuca que aproveitou para reclamar com o arbitro sobre a marcação da penalidade e a sua atuação em si, que continha erros típicos de final, porém, para os dois lados. Vale lembrar que um pouco antes do pênalti, o juiz em decisão conjunta com o auxiliar, marcou impedimento inexistente de Obina. Com a confusão, Souza do Fla e Zé Carlos pelo Bota acabaram expulsos. O jogo transcorreu com muito nervosismo de ambas as partes e os jogadores exageravam nas reclamações e a todo momento pediam para o arbitro, cartão para o seu oponente.

Com o placar empatado, o Bota sofreu nova baixa. Após entrada de Lúcio Flavio para parar jogada de ataque flamenguista, o arbitro aplicou o segundo amarelo e o vermelho para o meia botafoguense.

Na tentativa de tentar reparar as equipes que já não tinham mais onze homens, Joel e Cuca mexeram nos times. No rubro-negro entrou Diego Tardelli no lugar de Toró, que saiu de campo ovacionado após apresentação relativamente boa com algumas roubadas de bola importantes. Do outro lado, entrou o zagueiro Edson no lugar do também zagueiro Eduardo.

Das modificações, as que surtiram mais efeito foram as de Joel. Kléberson, que ora caia pela esquerda, ora caia pela direita, ajudou a equipe nas jogadas ofensivas e Diego Tardelli, simplesmente fez um golaço que deu o título ao mais querido do Brasil. Foi o décimo nono do Mengo, que continua sendo o maior vencedor da competição.

****************************

BEBETO RENUNCIA O CARGO DE PRESIDENTE

A após o jogo, o vestiário do Botafogo trouxe para imprensa informações nada animadoras. O presidente Bebeto de Freitas anunciou que está deixando o cargo de presidente do Botafogo, por não acreditar naqueles homens que trabalham no comando do futebol carioca:

“Estou no Botafogo há seis anos e a gente cansa. Hoje é meu último dia como presidente do Botafogo. Peço desculpas a todos, mas a gente precisa ter coração forte para agüentar isso. Quando cheguei ao clube, o Botafogo estava despedaçado. A gente trabalha e ter que agüentar isso é difícil”. Discursou de forma emocionada o presidente alvinegro.

(Todos os jogadores foram a coletiva)

E o ex-vice de futebol, Carlos Augusto Montenegro, também se fez presente na coletiva dizendo que apesar do time ter homens e fazê-lo sentir orgulho de ser botafoguense, só com Bebeto assumindo a presidência da comissão de arbitragem, para seu time ser campeão em cima do rival rubro-negro.

Por mais que eu também concorde com o presidente (ou ex-presidente) alvinegro, a respeito da falta de comprometimento da Federação Carioca, tenho a convicção que ele deveria continuar no cargo de presidente do Botafogo. De fato há sim muita gente que deve largar cargos importantes do futebol do Rio, mas Bebeto não é um deles e comete um erro se mantiver essa decisão tomada de cabeça quente.

É indiscutível que o clube alvinegro teve grande melhora administrativa enquanto esteve nas mãos do ex-treinador de vôlei. O Futebol, Música e Etc., na posição de blog que torce por melhorias no futebol carioca, deixa aqui um pedido: Bebeto, volte atrás nessa sua decisão, pelo bem do futebol carioca!

Texto tambem publicado no site oléolé na coluna Wilson_Hebert. Clique aqui para conferir.


Deixe esse post melhor. Faça um comentário.

14 comentários:

Rodrigo disse...

Ruim é o bota se colocar nesse posição de vítima. Não vai levar a lugar algum!

newsfut disse...

Deu a lógica...O mengão foi o time que melhor se reforçou e o melhor foi que manteve a base do time vencedor de 2007. Pode-se observar isso na escalação quando apenas o Marcinho não era do time do ano passado.
O Botafogo tem que aprender a perder. Eles tiveram duas ótimas chances após o gol do Flamengo que não aproveitaram. Agora por a culpa na arbitragem mais um ano não dá.
Concordo contigo: o Botafogo melhorou substancialmente e Bebeto foi um dos principais responsáveis por essa mudança. Não desista nessa primeira batalha Bebeto.

Vlw abs

cesar

ADRIANO COM RAIVA disse...

Wilson, para de palhaçada. Erro pros dois lados???????????

Meu amigo, isso foi uma babaquice da sua parte. Me desculpe, somos amigos, mas você errou feio igual ao arbitro desse joguinho combinado.

VERGONHA!!!!!! VERGONHA!!!! VERGONHA!!!!!! VERGONHA!!!!

O FUTEBOL DESSE PAIS É UMA VEGONHA SEMPRE TEM Q DAR FLAMENGO SO PORQUE É O TIME PREFERIDO DA GLOBO.
Ñ VEM COM ESSE PAPO Q O MARCIO BRAGA É OPOSIÇÃO DO RUBINHO PORQUE SEMPRE FAZEM UMA COMBINAÇÃO PRA DAR FLAMENGO.

O FUTEBOL É VERGONHOSO IGUAL A POLITICA DESSE PAIS.
ME ARREPENDI DE TER IDO PRO MARACA VER ESSE ESQUEMA DE CORRUPÇÃO
SAFADEZA É O Q FIZERAM DESDE O INICIO. TIRARAM OS PEQUENOS E FIZERAM DE TUDO PRA DAR FLAMENGO.
FICA BEBETO VC É LIMPO TEM Q FICAR, OS CALHORDAS É Q TEM Q SAIR

CBF, FERJ, GLOBO, FLAMENGO
VERGONHA!!!!!!!

E NINGUEM CALA ESSE NOSSO AMOR E É POR ISSO Q EU CANTO ASSIM É POR TI FOGOOOOOO!!!!

snoopy disse...

wh,
gostaria de ter visto o jogo que você viu. assim, não ficaria mais decepcionado com o futebol e com a magia que ele nos provoca.

forte abraço!

Carlão Azul disse...

O Flamengo venceu um jogo muito disputado e que teve bola na trave no último minuto do jogo. Não desmerecendo a vitória mas até pelo contrário, valorizando-a, o Botafogo foi um grande adversário, parabéns ao Mengo...


Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense-Site
Sou Cruzeirense-Blog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Diego Louzada disse...

Jogos como esse fazem perder o ânimo de acompanhar futebol. Um clube trabalha sério, se dedica e vem um cidadão e comete uma infinidade de atrocidades decidindo um campeonato.
Infelizmente isso se repete ano após ano e me fez chegar à conclusão de que no Carioca é melhor desisitir. O titulo já tem dono mesmo antes do início do torneio.

Vinicius Grissi disse...

Belíssima final, e resultado justíssimo. Não acho que o juiz influenciou no resultado final da partida. Um jogo realmente para ser lembrado por muitos e muitos anos.

André Rocha disse...

Wilson, minha cabeça está cansada de discorrer sobre esse jogo.

Só tenho quatro coisas a dizer:

1 - Foi um jogaço para guardar na memória;

2 - O Fla foi ligeiramente superior no primeiro tempo e dominou o segundo, só se perdendo um pouco quando ficou com um a mais, muito afobado para fazer o segundo gol. Quando trabalhou a bola com calma, ela entrou;

3 - O Bota tem muito a reclamar sobre arbitragem. Mas neste jogo nada justificou tamanho desespero. O juiz errou para os dois lados, mas só o Alvinegro perdeu a cabeça;

4 - Em TODOS os lugares em que vou, principalmente no Orkut, têm mais torcedores de outros times reclamando do que os próprios botafoguenses. Curioso, não?

Um abraço!

André Rocha disse...

Wilson, minha cabeça está cansada de discorrer sobre esse jogo.

Só tenho quatro coisas a dizer:

1 - Foi um jogaço para guardar na memória;

2 - O Fla foi ligeiramente superior no primeiro tempo e dominou o segundo, só se perdendo um pouco quando ficou com um a mais, muito afobado para fazer o segundo gol. Quando trabalhou a bola com calma, ela entrou;

3 - O Bota tem muito a reclamar sobre arbitragem. Mas neste jogo nada justificou tamanho desespero. O juiz errou para os dois lados, mas só o Alvinegro perdeu a cabeça;

4 - Em TODOS os lugares em que vou, principalmente no Orkut, têm mais torcedores de outros times reclamando do que os próprios botafoguenses. Curioso, não?

Um abraço!

Rick disse...

Todas finais entre Flamengo e Botafogo são emocionantes, ontem não foi diferente, um jogão, mais pequenas confusões, é de jogos assim que todos torcedores gostam, olha que não torço pra nenhum dos dois.

Victor disse...

Independente de qualquer coisa, o Maracanã é uma bagunça mesmo. Qualquer um entra no gramado a qualquer hora.
Parece várzea total.

SAOPAULINARP disse...

Ola tudo bem??
tanks pela visita, eheh fazia mesmo um tempo que tinha passado no seu antigo blog,mas não sabia deste novo rsrsrs...mas agora estou aqui...hehehehehe..

Seu blog ta maneiro, cores fortes e vibrantes adorei rsrsrs....

Agora vou estar sempr por aqui..isto é se vc me permitir né
=]

Beijoss e até mais!!

Klaus disse...

Presidente afastado, muita reclamação e pouquíssima solução!! A verdade é que o Cuca faz um trabalho excelente e não pode se abater por uma final perdida. O Botafogo, que iniciou a temporada desacreditado, está jogando um ótimo futebol e com muito padrão tático. Bola para frente, pois o projeto continua!! Abração, Wilson.

Equipe Blog Rubro Negro disse...

Fala ae meu camarada. Excelente blog o seu, mexe com duas grandes paixões da maioria das pessoas: Música e futebol. Gostei muito da idéia da parceria sim, vamos manter contato, add ai o msn: blogrubronegro@hotmail.com
abraços