health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Obrigado


Eu nasci no ano de 1987, portanto, tenho 21 anos. O Flamengo conquistava o modulo referente à 1ª divisão do futebol nacional e para muitos (me incluo nessa, óbvio) se sagrava tetra campeão brasileiro. No ano de 1992, quando eu ainda tinha cinco anos, o Mengo mais uma vez foi campeão brasileiro. Levando-se em conta a conquista de 87, era o penta campeonato. E como criança, não fazia nem idéia do que acontecia com o meu time. Sim, meu time. Situação imposta pelo meu pai.

Durante toda a década de 80, a equipe da Gávea viveu tempos de glórias, conquistas, sucesso e consagração. Todos os títulos importantes e muitos outros com um menor grau importância foram conquistados pelo rubro-negro. Tivemos desfilando com a camisa que é conhecida como Manto Sagrado, jogadores fantásticos como Adílio, Junior, Tita, Rondinelli, Raul Plasman, Andrade, Nunes e muitos outros. Foi um período de extremo orgulho para todos os flamenguistas. Infelizmente eu não era nem nascido.

Vivia-se no Maracanã verdadeiras festas populares em variados jogos do Fla. Tempos de cem, cento e dez ou até mesmo cento e vinte mil pessoas no até então, maior estádio do mundo. A torcida se multiplicava pelos quatro cantos do país. O vínculo de afeto com o clube passava cada vez com mais força de geração para geração. Foi o meu caso.

Certamente, o espírito rubro-negro era outro. Muito mais vencedor. Muito mais comemorativo, pois tínhamos motivos verdadeiros para comemorar. Tínhamos, porque até mesmo antes de nascer, eu já me considerava flamenguista (se é que isso seja possível).

Mas na minha humilde opinião, deixando de lado a época em que estou vivendo, que é posterior a essa retratada no post, eu agradeço a uma única pessoa. Sem dúvida nenhuma o maior responsável por tudo o que aconteceu nos anos durados do Fla. Um flamenguista legítimo, um jogador fenomenal e uma pessoa que não tenho dúvidas nenhuma que seja fantástica. Eu tenho certeza que um dia, ainda o conhecerei pessoalmente (pena que no dia que estive perto dele, na sede do CFZ, não pude trocar nenhuma palavra, tamanho era o assédio da imprensa).

E esse texto, caros amigos leitores do “Futebol, Música e Etc”, foge um pouco da linha editorial do blog, porque hoje é aniversário daquele que é considerado Deus pela imensa nação rubro-negra.

Zico, obrigado por me fazer saber como é bom ter um ídolo. E parabéns por existir!!!

Arthur Antunes Coimbra completa hoje, 56 anos de vida.

11 comentários:

Gremista Fanático disse...

Meus parabens ao Zico, um monstro do Futebol, com certeza um dos maiores de todos os tempos e o melhor da decada de 80, eu gosto muito de ver lances geniais de zico na tv, são com certeza obras primas do futebol que tem a marca registrada do galinho
Abraço Wilson
Saudações do Gremista Fanático

Giorno Fogão disse...

Zico é o único que vestiu a camisa do Flamengo do que eu faço questão de aplaudir de pé. O Flamengo teve outros muitos bom jogadores, mas o Zico era realmente impecável. E devo todos os parabéns a ele, ainda mais por ter sido meu vizinho, ele é o "Galinho de Quintino". Parabéns Zico! Saudações Alvi-Negras!!!

Vinicius Grissi disse...

Homenagem importante e justa. Zico é um craque e sem dúvidas o grande ídolo da nação rubro-negra em todos os tempos.

Mengão Guerreiro disse...

Wilson falo do Zico com orgulho e tenho um orgulho maior ainda por torcer pelo time dele. Olha q assim como vc eu não o vi jogar ao vivo, apenas em suas peladas de final de ano, mas ainda assim parece q vivi toda aquela magia da década de 80.

Ele tambem é um dos responsáveis pela grandeza da torcida, não apenas pelos seus feitos como profissional. Zico viajava o Brasil de ônibus junto com seus companheiros do Flamengo ainda no juvenil fazendo amistosos. Foi ali q ele e toda aquela geração começou a conquistar não apenas as capitais, mas tb o interior do nordeste e outros estados distantes, muito distantes do RJ

Abços

frederico disse...

O jornalista Fernando Fontana, repórter da Rede TV, tem um Blog Esportivo onde expõe suas opiniões sobre os mais variados temas ligados ao mundo do futebol. Um texto irreverente sem perder a seriedade. Além do quadro Bola Cheia e Bola Murcha para os destaques da semana.

Vejam e acessem o link do Blog do Fefón.

http://fernando.fontana.zip.net/

Maldita Futebol Clube disse...

parabéns ao zico , uma baita jogador, um dos maiore sde clube que eu vi jogar, mas na seleção pór mais que tenha numeros auspisciosos , nops meomentos decisivos foi falho ou omisso, ou até azarado. Belo jogador e exemplo de profissional, cidadão e de amor ao urubu. Post de prima WH, valeu a homenagem!

Maldita Futebol Clube disse...

parabéns ao zico , uma baita jogador, um dos maiore sde clube que eu vi jogar, mas na seleção pór mais que tenha numeros auspisciosos , nops meomentos decisivos foi falho ou omisso, ou até azarado. Belo jogador e exemplo de profissional, cidadão e de amor ao urubu. Post de prima WH, valeu a homenagem!

Fernando Gonzaga disse...

parabéns ao Zico, grande nome do futebol...agora está construindo sua carreira como treinador, espero que um dia aceite comandar a seleção brasileira...

abraço!!

snoopy em p/b disse...

foi um grande jogador.
parabéns ao zico!

Persio Presotto disse...

Bela lembrança, Wilson! O Zico era um baita jogador. Posso dizer, pois, tive a felicidade de vê-lo jogar. Abraço, PP

Leandrus disse...

Eu tb nasci em 1987, então também não pude curtir esses anos de ouro do Flamengo. A homenagem ao Zico é justíssima, e o admiro tanto quanto o lateral direito Leandro; não que o lateral tenha sido tão fantástico quanto o eterno camisa 10, mas porque meus pais, também rubro-negros, se inspiraram no jogador para colocar o meu nome, rs.

Ateh!