health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Democracia, justiça ou doideira?


Quando são publicadas as tabelas dos torneios de futebol, seja a fórmula de disputa por mata-mata (com primeira e segunda fase) ou por pontos corridos (com fase única) existe uma padronização no regulamento. Quando há uma fase classificatória, a quantidade de equipes que possam se classificar costuma ter um limite, de acordo com o número de times que disputam a competição.

Na época que o Campeonato Brasileiro era disputado no formato de mata-mata com duas fases, tínhamos, na maioria das edições seguindo essa fórmula, 24 times disputando a competição. Desses, os oito primeiros colocados ao final da primeira fase, passavam para os confrontos eliminatórios. Já na Copa do Mundo, o modelo atual de disputa, divide as 32 seleções em oito grupos com quatro seleções cada. As duas melhores de cada chave passam à fase com os jogos decisivos e eliminatórios.

Mas a Federação Mineira resolveu quebrar esse protocolo e trouxe um estilo “democrático” de se disputar um torneio de mata-mata. O Campeonato Mineiro de 2009 segue uma fórmula similar a do Brasileirão, na sua anterior forma de disputa. No estadual de Minas, oito times vão se classificar para a próxima fase. Mas existe algo que torna essa situação estranha. Na disputa, existem apenas 12 equipes. E duas serão rebaixadas.

Compreendo que os estaduais, precisem respeitar uma quantidade de datas a possuírem jogos, inclusive para seguir o que é pedido pelo canal de televisão detentor dos direitos de transmissão acordados com a Federação. Também se pode dizer que o calendário do futebol brasileiro não seja compatível com o que seria ideal para disputas estaduais. Mas desse jeito, a facilidade oferecida no torneio para a classificação à próxima fase, contribui para uma notória queda de nível técnico. Mais de 50% das equipes irão disputar os jogos eliminatórios da fase final do estadual de Minas.

Com a natural superioridade de Cruzeiro e Atlético-MG, obviamente essas equipes não precisaram se esforçar ao seu máximo em todas as partidas para conseguir a classificação, que já está assegurada para ambas há algumas rodadas. Por outro lado, times que vem apresentando um futebol abaixo do rotineiro nível técnico dos estaduais, irão chegar, no mínimo, as quartas-de-final, podendo inclusive, (porque não?) chegar à final.

Àqueles que, ao contrário deste que vos escreve, defendem a teoria de um campeonato justo para premiar a equipe de melhor campanha e por conseqüência superior em uma série de fatores, apontam a fórmula de pontos corridos como ideal para os torneios futebolísticos, deverão estar tendo sérios problemas para acompanhar esse Campeonato Mineiro. No meu entender, o futebol tem tudo a ver com emoção. Jogos em que a equipe vencedora continua viva na disputa e a derrotada dá adeus, está enraizada na cultura do brasileiro, e deveria seguir até os dias atuais no nosso principal torneio nacional. Mas considero que esse novo “estilo de disputa” proposto pela Federação Mineira foi um baita exagero.

Os campeonatos devem atrair atenção do torcedor do início ao fim para serem entretenimento em sua plenitude. O mata-mata contribui para isso. Mas do jeito que foi feito em Minas chega a ser a banalização de uma fase classificatória.

7 comentários:

Gremista Fanático disse...

Essa formula do campeoanto mineiro é meio maluca, mas acho que isso pode ajudar os clubes menores na luta pelo titulo que ao meu ver esta nas mãos do Cruzeiro ou do Galo, mas poderia ser 4 classificados só né?
Abraço.
Saudações do Gremista Fanático

futeboldorio disse...

Eu acho legal mata-mata nos estaduais, pra fugirt um pouco na mesmice. Mas classificar 8 em 12 é complicado...

Persio Presotto disse...

mata-mata ou pontos corridos no estadual mineiro não representa risco a ninguém. comtinuará sendo um campeonato para dois clubes: Atlético e Cruzeiro. O que deve ser feito é acabar com os Estaduais e voltar com o Rio-SP, Sul-Minas... É muito mais interessante. abraço, PP

Rafael Zito disse...

Olá Wilson,

realmente o regulamento do campeonato mineiro é mto estranho. Oito times se classificam dentre 12... sem nenhuma coerencia e logica.

Ainda mais pq sabemos q lah eh soh cruzeiro e atlético.

gostaria de aproveitar pra convida-lo a debater conosco do blog jornalismo esportivo sbre um assunto mto comentado nessa semana. É o nosso quadro "Opinião".

Neste final de semana, o Blog Jornalismo Esportivo traz uma discussão sobre um tema que agitou a semana. O Governo Federal lançou um pacote de medidas que visa modernizar o futebol brasileiro e o item que tem causado mais discórdia é a criação da "Carteirinha do Torcedor", sendo que, nenhuma pessoa poderá entrar nos estádios sem ela.

www.esportejornalismo.blogspot.com

Jessica Corais disse...

Oh Campeonato enrolado...tudo para no final dar Atletico e Cruzeiro.

Beijos

Saudações Vascaínas, Jessica Corais

Blu disse...

Fala, Wilson.
Vou add o seu blog lá também...

Sobre o post, falou tudo no final. Futebol tem que ser entretenimento em sua plenitude. Por mais queiramos, não tem tanta relevância social na maioria dos casos.

Leandrus disse...

Se isso fosse empregado no Campeonato Paulista, que bem ou mal ainda agrega alguns times razoáveis, que disputam a Segundona nacional, tudo bem. Mas no Campeonato Mineiro, disputado mesmo por 2 clubes e onde surpresas são muito, mas muito difíceis de aparecer, não dá. O campeonato fica desinteressante e os grandes vão levando a competição em banho maria. Tomara que consertem isso ano que vem.

Ateh!