health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Ida na Libertadores e volta na Copa do Brasil.

Difícil, mas não impossível.

(Riquelme comemora seu gol junto a torcida)

Uma das partidas mais esperada, aconteceu ontem em Buenos Aires. Boca e Cruzeiro se enfrentaram na primeira partida de ida das oitavas. O resultado de 2x1 para os argentinos, acabou sendo bom para os brasileiros, já que o gol na casa do adversário, dá a vantagem ao time mineiro de jogar no Mineirão por uma vitória simples.

Foi um início de partida complicado para a Raposa. Logo aos seis minutos, gol do Boca feito por Riquelme. Já no segundo tempo, aos 19, Datolo faz o segundo para os porteños. Aos 32 Fabrício diminui para os brasileiros.

Vendo os melhores momentos, fica perceptível que o time Argentino foi superior e abusou de perder chances de gol. Nos depoimentos pós-jogo, vê-se que os jogadores da Raposa têm essa consciência, e isso é positivo para que no Mineirão, o time possa reverter esse quadro. E a tarefa não é tão complicada, basta uma vitória simples para passar adiante. Nessa disputa, deve dar Brasil.

Mengão quase lá.

(Marcinho comemora seu primeiro gol na partida)

No México, o Flamengo jogou como se estivesse no Maracanã e fez um placar bem caseiro, 4x2. Mas engana-se quem acha que tudo foi “tranqüilidade”. Aos 43 minutos do primeiro tempo, Marcinho fez o primeiro gol do jogo, e logo aos 45, empate mexicano com Cervantes. Na volta dos vestiários, Marcinho mais uma vez marca, aos 24. Agora sim? Não. Aos 26 Esqueda faz o segundo gol mexicano. Novo empate. O segundo tempo teve certo predomínio rubro-negro, algumas chances de gol desperdiçada e em uma delas, Léo Moura – que voltou a jogar à lá Léo Moura – fez uma jogada magistral, passando por três marcadores, ficando na cara do gol e chutando na trave. Joel então, assim como foi contra o Bota, resolveu vencer a partida e colocou Tardelli no lugar do volante Cristian. O atacante que acabara de entrar, deixou sua marca aos 35 e Léo Moura foi premiado pela boa atuação com passe de Obina, e ele por sua vez, premiou a nação rubro-negra e a si mesmo, com belo gol selando a goleada.

Foi uma quarta em que o Fla se aproximou das quartas. E quem pode ler o post sobre os adversários brasileiros, não se surpreendeu tanto com o resultado, já que ficou sabendo que o América passa por uma terrível crise interna. E como foi salientado, com essa derrota o técnico Roman, já está praticamente demitido. Isso se concretizará, caso ele não consiga um milagre no Maraca, na próxima quarta. Pra mim, bye bye Roman.

Flu facilita as coisas.

(Jogadores do Flu comemoram primeiro gol)

Outro brasileiro a conquistar uma vitória fora de casa, foi o mesmo que assegurou o posto de melhor campanha da fase de grupos. O Flu foi até Medellín, e fez também um ótimo resultado contra o Atlético Nacional. Um gol de pênalti feito por Thiago Neves e um outro golaço feito por Conca, deram a vitória ao tricolor. Arrué descontou para os colombianos.

O desempenho tricolor, não foi dos melhores e mais uma vez, indecisão na hora de decidir o cobrador de pênalti. Renato Gaúcho já poderia ter dado fim a essa situação e definir apenas um cobrador oficial, ao invés de três. Mas o importante é que a equipe é outra a pôr um pé na vaga e fica muito difícil, crer numa reação do Atlético, já que durante a competição, tem se mostrado um time muito limitado, principalmente jogando fora de casa.

São Paulo não vence o jogo, mas vence a catimba uruguaia.

(Hernanes disputa jogada com meia do Nacional)

O São Paulo conseguiu segurar bem toda a dificuldade que é imposta aos adversários quando vão ao Uruguai enfrentar o Nacional. O empate em 0x0 assegura ao tricolor a classificação com uma vitória simples, mas também não é tão difícil para os uruguaios que basta um empate com gols, para se classificarem.

No Morumbi, o São Paulo deve se impor para fazer valer sua superioridade já que mesmo jogando fora de casa contra os uruguaios, conseguiu manter uma maior posse de bola e ditar o ritmo do jogo. Esse é mais um confronto em que os brasileiros devem levar a melhor.

*********

E hoje tem Santos na Vila contra o Cúcuta do México. A equipe do litoral paulista precisa fazer um bom resultado, para não precisar decidir a vaga na casa do adversário.

NOTA: Das quatro partidas que aconteceram ontem envolvendo brasileiros, três tiveram festivais de objetos arremessados no gramado. Foram nos jogos: Boca x Cruzeiro, em La bonbonera onde um dos auxiliares foi atingido na testa por uma pedra, Nacional x São Paulo no estádio Parque Central, onde uma garrafa de vidro passou perto do Goleiro Rogério Ceni e Atlético Nacional x Fluminense no estádio Atanásio Girardot, quando no momento do primeiro gol brasileiro, vários objetos foram jogados no gramado próximo aos jogadores que comemoravam o gol, inclusive, uma maçã foi arremessada.

Segundo consta na regra da Conmebol, nesses casos são previstos dar ao time visitante, a condição de vitorioso da partida. Então, esperamos que assim seja que façam justiça, já que é inadmissível, em estádios de futebol, vermos cenas lamentáveis como essas. Situação que é vergonhosamente corriqueira na Libertadores.

COPA DO BRASIL

Na rodada da Copa do Brasil, jogos de volta foram disputados nessa noite de quarta-feira. E dos resultados que mais me chamaram a atenção, um foi o 4x1 do Sport pra cima do Palmeiras, o que deixou bem claro, que nesse momento, a equipe de Vanderlei Luxemburgo privilegia sem nenhuma cerimônia, a final paulista, o que pra mim, é errado. Por mais que seja um longo período sem títulos (nove anos) seria fundamental, a equipe manter as chances de conquistar um a nível nacional. Outro resultado que ficou em evidencia, foi a vitória corintiana por 4x0 pra cima do Goiás num Morumbi bem cheio. A equipe paulista precisava de uma vitória por dois gols de diferença (exceto 3x1 que levaria para os pênaltis), e fez muito mais do que precisava, alegrando a sua imensa torcida. O time de Mano Menezes, provou que mesmo na base da irregularidade desta temporada, há momentos em que a equipe pode fazer bons resultados.




Deixe esse post melhor. Faça um comentário.

2 comentários:

EFRAIM disse...

Ah meu Mengão! Um verdadeiro casamento, "na alegria e na tristeza, até que a morte nos separe". aahahahha

Coisa nova lá no meu blog, abraço!

André Rocha disse...

Cheiro de final brasileira, mesmo com a Federação Sul-Americana fazendo tudo para impedir. Os cinco brasileiros continuam com chances reais. Abraço!