health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Quarta-feira arrepiante no futebol.

No Brasil, no Estádio Mário Filho, o Flu garantiu a classificação após um jogo dramático maestrado pelo atacante Washington, também conhecido como Coração Valente. Já na Rússia, o Manchester United se sagrou pela terceira vez, campeão da Uefa Champions League.

O coração bate forte.


Foi sem dúvida um teste cardíaco. Os mais de 75 mil tricolores vislumbraram uma conquista que emocionou até torcedores de outros times. Mais uma vez festa no Maracanã quase lotado. Duas agremiações gigantescas do futebol brasileiro. Duas torcidas que se fizeram presente dentro das proporções cabíveis no quesito deslocamento. Enfim, a competição – Libertadores – deu a graça a uma torcida que libertou um grito de quem pela primeira vez avança a uma semifinal do continental.

Em especial a tudo isso, tivemos como personagem principal um jogador que merece todos os elogios. Washington com certeza carrega no peito um coração valente, que pulsou forte, engrenou um grito arrepiante na comemoração do primeiro gol e mexeu com os sentimentos de muitos que assistiam a todos os acontecimentos presos aos mais calorosos sentimentos de suspense que tomou conta principalmente no final do segundo tempo, quando o jogo estava 2x1 para o Flu, mas que garantia os paulistas na próxima fase.

O Flu provocou uma avalanche. Logo no inicio se projetou ao ataque com tudo fazendo Rogério Ceni e Muricy se desesperarem e buscarem de alguma forma acertar a defesa. O que aconteceu um pouco tarde, depois do primeiro gol da noite no Maraca. Houve momentos no jogo, em que o São Paulo conseguiu um equilíbrio satisfatório, que o fez inclusive marcar um gol, que daria a classificação aos paulistas e mesmo com o quase simultâneo empate carioca, a equipe do Morumbi se mantinha como a classificada. Entretanto, após um lance em que o meia Mauricio (que tinha entrado dez minutos antes) chutou fraco e a bola bateu num são-paulino e foi pra escanteio, cobrado por Thiago Neves, o iluminado do dia pula e cabeceia pro gol, inalcançável para Ceni. Terceiro gol. Classificação. Alívio. Festa. E o mais importante, um coração pulsando forte, com uma valentia esplendedora.

Parabéns ao Flu e principalmente a Washington!

Texto publicado na minha coluna no site OleOle. Clique aqui para ver.

We are the champions.


Hoje o “Futebol, Musica e Etc” abrirá uma exceção e falará sobre o futebol europeu. Para que os leitores entendam, o blog não possui o costume de falar do esporte praticado no velho mundo por questões de tempo mesmo. Seria mais um assunto, do qual possuo total satisfação em debater, mas que me encurralaria nesse cotidiano cada vez mais esganador.

Mas a ocasião é por demais especial. A final da Liga dos Campeões foi a responsável por parar vários lugares pelo mundo fazendo torcedores se sintonizarem frente a um televisor para verem aquele que é o mais emocionante e contagiante campeonato do planeta. Que me desculpem os ufanistas que fazem questão de pôr o Brasileirão no topo de todo e qualquer ranking de competições, mas UCL é sem dúvida o que agrupa os craques e o que é melhor, acontece no formato de grupo seguido por um mata-mata contagiante.

E dessa vez meu palpite deu certo. O Chelsea veio com um esquema perigoso congestionando o meio e isolando Drogba no ataque, enquanto do outro lado Rooney, Tevez e Cristiano Ronaldo vindo de trás, poderiam infernizar a defesa dos Blues. Não foi exatamente o que aconteceu, já que o jogo terminou empatado. Houve momentos em que o domínio do jogo transitava de uma equipe pra outra.

Os Diabos Vermelhos abriram o placar com Cristiano Ronaldo (que pra mim assegura no momento o posto de melhor do mundo) e eu pude escutar no restaurante onde assistia ao jogo: “Agora já era, acabou pro Chelsea.” E eu, como não podia deixar de ser, concordei com o comentário. Só que futebol e lógica não se misturam e conseguindo um equilíbrio maior na partida, os azuis empataram o jogo com Lampard após cobrança de falta de Essien. O autor do gol aproveitou para agradecer aos céus, lembrando sua mãe que faleceu esse ano.

Mas o clássico inglês foi deveras surpreendente e mesmo promovendo emoção aos espectadores e telespectadores em todo mundo, terminou empatado e na prorrogação, idem.

Eu estava querendo sair do shopping no qual se localiza a faculdade que estudo para ir para casa, mas com o trânsito que maltrata os cariocas, sabia que quando chegasse o jogo já teria acabado. Mas com o empate na prorrogação o jogo foi para os pênaltis e a batalha durou quase 200 minutos. Cheguei a imaginar a vitória da equipe do zagueirão Terry, mas justamente ele, o capitão dos Blues, escorregou na cobrança do penal e o título foi mesmo para a equipe do craque Cristiano Ronaldo.

Os merecimentos são inegáveis. A equipe é fortíssima e o título está em boas mãos. Aliás, que mãos... Não podemos esquecer de mencionar o goleiro Van Der Sar que não titebeou a frente de Anelka agarrando o pênalti e sendo um dos responsáveis direto pela conquista.




Deixe esse post melhor. Faça um comentário.

5 comentários:

leo1984 disse...

Quarta-feira fantástica para o fã de futebol
Só teve jogaço...
Ah, se o John Terry não tivesse perdido aquele pênalti....

cesar disse...

Sem dúvida dois jogos de tirar o folego do torcedor. O Fluminense vem surprendendo e de certa forma se tornou o favorito na Libertadores. É o time mais regular da libertadores, mas se tiver o Boca pela frente poderá se complicar.

Sobre o Manchester, sem palavras, é o ano do Cristiano Ronaldo.

vlw abs

André Rocha disse...

Wilson,

Van der Sar e a sorte salvaram o melhor do mundo na temporada. Cristiano Ronaldo fez gol, até jogou bem, mas ainda falta uma atuação REALMENTE destacada em um jogo decisivo para ele se consagrar de vez.

Detalhe para a defesa do goleiro holandês do Manchester na cobrança de Anelka: Ele aponta o tempo todo para o seu lado esquerdo, já sabendo que, pela posição e costume, Anelka bateria à direita. Foi só pular e garantir o tricampeonato europeu para os "Red Devils".

E o Flu foi épico, para dizer o mínimo.

Abraço!

Carlão Azul disse...

Ótimo jogo que o Flu venceu nos acréscimos. Agora terá a difícil missão de representar nosso futebol na Libertadores, vem muito nervosismo por aí, hehehhe


Eu torcia pro Chelsea, mas não deu.

--

Tava sumidaço héin amigo? Forte abraço.

Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Notícias , fatos e fotos do Cruzeiro
Cruzeiro Vice-Líder
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

lotto results disse...

Baw, kasagad-sagad sa iya ubra blog!