health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Scorpions no Brasil. Saiba tudo sobre a banda.


Uma das maiores bandas de Hard Rock. O Brasil tem a honra de fazer parte da turnê Eletroacústica. Veja abaixo as datas e cidades por onde passará a banda alemã:

Rio de Janeiro, 30 de Agosto, no HSBC Arena.

Goiânia, 31 de Agosto, no Ginásio Goiânia Arena.

Belém, 03 de Setembro, no Cidade Folia.

Manaus, 04 de Setembro, no Arena Amadeu Teixeira.

São Paulo, 06 de Setembro, no Credicard Hall.

Recife, 07 de Setembro, no Chevrolet Hall.

Belo Horizonte, 10 de Setembro, no Mineirinho.

Ponta Grossa-PR, 12 de Setembro, no Centro de Eventos.

São Paulo, 13 de Setembro, no Credicard Hall.

Ribeirão Preto-SP, 14 de Setembro, Taiwan Centro de Eventos.


Mensagem do Scorpions aos fãs brasileiros publicado no site da banda.

Queridos fãs, Em poucos dias estaremos a caminho do Brasil. Teremos dois dias de ensaio com nossos músicos brasileiros convidados – Mikael Mutti, Andreas Kisser e amigos – antes de começarmos nossa turnê no Rio de Janeiro. O show será incrível porque vamos tocar grande parte elétrico, mas será muito, muito especial dividir o palco com os fantásticos músicos brasileiros convidados na parte acústica. Nós nunca tocamos em tantas cidades brasileiras como faremos agora, estamos muito empolgados para conhecer tantos novos lugares e, claro, voltar a Manaus é como um sonho se tornando realidade pela segunda vez. Muito obrigado a todos os nossos fãs brasileiros e ao fã clube por todo o apoio. Estamos muito ansiosos para agitar o Brasil como um furacão novamente.
Scorpions.

Em Hannover, nasce uma banda que veio para fazer história.


Em 1965 os irmãos e guitarristas Michael Schenker e Rudolf Schenker resolvem colocar em prática um antigo sonho, formar uma banda de rock que viesse para revolucionar o estilo. Para isso chamaram os amigos Klaus Meine (para ser o vocalista principal), Lothar Hemberg (para o baixo) e o baterista Wolfgang Dziony.

Estava formado o grupo que para muitos, foi o responsável por criar o estilo Hard Rock. Nos primeiros shows, percebia-se como a inovada forma de se apresentar, com arranjos e composições próprias, estava sendo bem aceita pelo público.

Primeira baixa no grupo e a caminhada rumo ao sucesso dos álbuns.

Diante do sucesso que a banda vinha tendo no Alemanha e nos países vizinhos, surge o primeiro álbum, o Lonesome Crow de 1972. A gravação desse disco foi o que bastou para a explosão da onda Hard Rock em todo o continente europeu.

E mesmo com tudo dando certo, dois integrantes resolvem se desligar para buscar novos projetos. Lothar Heimberg e Wolfgang Dziony. Mais tarde, outra baixa, um dos fundadores da banda, o guitarrista Michael Schenker deixa o Scorpions para integrar a banda londrina UFO.

Ficando apenas Klaus e Rudolf, eles chamam o excelente guitarrista Uli Jon Roth. E Uli por sua vez convida o amigo Francis Buchholz para assumir o baixo e o baterista Jürgen Rosenthal.

Após algumas apresentações com a nova formação, a banda assina com a gravadora RCA e lança o segundo disco, Fly To The Rainbow em 1974 que tem as músicas Fly To The Rainbow e Speedy’s Coming como destaques.

Depois de mais uma mudança na formação – Rudy Lenners assumia a bateria – vem mais um álbum, o In Trance, que traz o sucesso Robot Man. Com o lançamento desse disco e mais uma turnê de sucesso na Europa, a banda é consagrada como uma das melhores em apresentações ao vivo.

Scorpions chegando ao Japão e aos EUA e se tornando uma banda de sucesso mundial.

Após gravarem o álbum Virgin Killer em 1976, Lenners descobre que tem um problema cardíaco e deixa a banda para se tratar. Em 1977 mais um CD, o Taken By Force que traz a ótima performance do novo baterista da banda, o Herman Rarebell e mais uma música que rapidamente se transforma em sucesso: Steam Rock Fever. Com a fama em seguidos anos na Europa, a banda resolve atingir um novo público, e parte para uma tour no Japão. Lá, é gravado o CD ao vivo, Tokyo Tapes e a recepção do publico japonês com um novo estilo de rock, também foi positiva.

Após 18 anos de extremo sucesso do público europeu e de ter conquistado os japoneses, o Scorpions consegue se fazer nos EUA. No ano de 1980, foi gravado o Animal Magnetism que conquistou de vez os norte-americanos.

Daí em diante, o sucesso mundial ganhava proporções cada vez maiores. O álbum que veio na seqüência (Blackout) foi rapidamente parar no Top 10 da Billboard.

Confirmando o crescimento desenfreado da banda, é lançado o Love At First Stine. Certamente esse CD merece um post próprio aqui no blog. Para muitos, é considerado o melhor trabalho de toda a história do Scorpions. Músicas extraordinárias formam uma verdadeira seleção no disco, como Rock You Like A Hurricane, Big City Nights e a excelentíssima Still Loving You, que foi um sucesso mundial.

Se aproveitando bem da fama, que agora havia invadido todos os lugares possíveis mundo afora, a banda lança mais um disco ao vivo: World Wide Live. O CD foi o 14º nas paradas americanas.

Em 1985, o Scorpions vai pela primeira vez a América Latina participar de um dos festivais mais respeitados do rock mundial: O Rock In Rio. Este acontecia na cidade do Rio de Janeiro. O evento contou com os grandes nomes do Rock na época como AC/DC, Iron Maiden, Queen, Whitesnake, Yes e Ozzy Osbourne.


Um tempo sem gravações, queda da fama e a volta com uma excelente obra.

Desde a formação, em 1965 até o ano de 1985, foram ininterruptas turnês com uma exaustiva seqüência de gravação de discos. Com 20 anos de intenso trabalho, era preciso um pouco de descanso. Foram três anos sem apresentar nenhuma novidade aos fãs. E quando a banda voltou a criar algo de novo, surge o nem tão aclamado Savage Amusement, onde nem todas as músicas conseguiram fama, nem mesmo na Europa. Mas mesmo assim, uma delas se transformara em balada, Believe In Love.

No ano seguinte uma coletânea: Best Of Rockers ‘N’ Ballads. A idéia era rebuscar aquela fama que em outrora fazia parte da vida dos Scorpions.

Mas os fãs queriam novidades. Eis que no ano de 1990 a banda solta uma verdadeira pancada para o público: o disco Crazy World. Esse viria para disputar com o Love At First Stine, o posto de melhor CD da banda. Dentre as faixas, temos nada-mais-nada-menos que Tease Me Please Me, Send Me An Angel, Hit Between The Eyes (que foi musica-tema do filme FreeJack estrelado por Micker Jagger), além daquela que é a uma das preferidas deste que vós escreve, a megalomaníaca criação musical Wind Of Change. A música do assovio.

A temática do single Wind Of Change tocava num ponto crucial vivido pela humanidade naquele momento. A música se inspirava nas mudanças político-sociais ocorridas no Leste Europeu por conta da Guerra Fria.

Mais uma vez, a busca do recomeço.

Dessa vez, surge outro motivo além do cansaço de músicos que já não tinham a mesma vitalidade de 20, 30 anos atrás: estava freqüente a mudança na formação da banda. Após inúmeras saídas e chegadas de vários músicos (não custa lembrar que o Scorpions já teve nove diferentes formações) o grupo encarou mais um período sem gravação de discos.

Com esse período sem novidades, a queda no sucesso foi mais sentida se comparado ao primeiro intervalo que a banda ficara sem gravar algum disco.

No ano de 1999, após três anos do ultimo CD, a banda resolve homenagear o falecimento dos pais do vocalista Klaus Meine e do guitarrista Rudolf Shenker, fundador da banda. Com um tom melancólico e sentimental, lançam o CD Eye II Eye, que não tem a aceitação costumeira por parte dos fãs.

Era preciso mais uma vez, rebuscar a fama e o carinho fervoroso dos fãs. A banda resolve então se unir a orquestra filarmônica da cidade Berlim (uma das mais reconhecidas do mundo no que fazem) para, no ano de 2000, lançar o Momenty Of Glory, que trazia nas faixas, as poderosas Still Loving You e Wind Of Change totalmente remodeladas e com versões surpreendentes. Esse CD/DVD fazia parte de um projeto ambicioso, onde além de voltar a cena, a banda queria mais uma vez se mostrar revolucionaria, gravando seus sucessos de Hard Rock ao tom de uma orquestra filarmonica. E eu posso afirmar, que apesar de ter tido um certo receio ao saber de mais uma inovação do Scorpions, curti bastante o som, que até então era diferente de tudo que eu já tinha escutado em toda minha vida, com músicas que eu já conhecia.

Esse projetou levou os Scorpions de volta aos grandes palcos do mundo e no ano de 2001, mais uma coletânea: o “Scorpions Acoustica”, gravado na cidade de Lisboa, onde mais uma vez, as baladas mega-famosas Wind Of Change e Still Loving You foram postas lado a lado, dessa vez num formato acústico apenas com instrumentos de cordas e bateria, além de alguns covers como Love Of My Live da banda inglesa Queen. Esse CD foi eleito disco de prata em vários países da Europa e da América do Sul. Inclusive, eu indico para aqueles qua aindam não escutaram esse album, para que escutem. É simplesmente maravilhoso. As faixas são: 1- The Zoo; 2- Always Somewhere; 3- Life Is Too Short; 4- Holiday; 5- You & I; 6- When Love Kills Love; 7- Dust In The Wind; 8- Send Me Angel; 9- Catch Your Train; 10- I Wanted To Cry [but the tears wouldn't come]; 11- Wind Of Change; 12- Love Of My Live; 13- Drive; 14- Still Loving You; 15- Hurricane 2001.

Em cinco anos, três passagens pelo Brasil.


Em 2004, o Scorpions lança o disco Unbreakable, que contou com mais uma turnê de sucesso pelo mundo. Em meio a essa tour, outra passagem pelo Brasil. A banda participou do festival Live N'Louder que ocorreu em São Paulo.

Com mais um grande projeto da banda, veio a quinta passagem dos músicos alemãs pelo Brasil. No ano de 2007 o Scorpions passou pelas cidades de São Paulo, Recife e Manaus, onde gravou o DVD “Scorpions: Live At Amazonas”. O lançamento desse trabalho ainda não ocorreu, mas já se sabe que a pretensão é fazê-lo como um alerta mundial que tem o prósito de conscientizar as pessoas de todo o mundo sobre a importancia do combate ao aquecimento global, e lógico, que tambem será uma outra forma de homenagear o público brasileiro, sobretudo o amazonense. O vocalista Klaus Meine possui uma paixão pelo Estado do Amazonas.

E neste ano de 2008, como dito no inicio do post, a banda fará uma turnê em nosso país que será a quinta passagem deles em solo tupiniquim.

E o blog deseja boa sorte aos músicas e boa diversão aos felizardos que irão comparecer a esses shows.




Deixe esse post melhor. Faça um comentário.

10 comentários:

Rafael Moreira disse...

Tantas datas no Brasil, pô! Quando soube que o Scorpions ia tocar aí, fiquei meio triste mas depois descobri que também ia passar em Portugal. Estou em Lisboa até dezembro mas Klaus Meine e companhia tocam por cá em novembro. Para todos os interessados, a informação está aqui: http://cotonete.clix.pt/quiosque/noticias/body.aspx?id=40421 e http://www.the-scorpions.com/.

Maldita Futebol Clube disse...

Adoro Scorpions , mas não posso ir...Still loving you...super show, aliás vou usar seu post para colocar no maldita futebol clube...vê se escuta agente e vem um dia na ´ra´dio ,a gente sefala via mail,ok? cara seu blog ta super show, tenho que aprender com vc como se faz para ficar com um blog assim! rs

Rui Moura disse...

Gosto dos Scorpions.

Abraços.

ADRIANO disse...

Blz Wilson?

ta sumido la da loja...

still e wind sao show de bola, mas a banda e superestimada. mas se tivesse como eu ir no show, ficaria contente. vc vai?

abraçao ae

Warley Morbeck disse...

Nossa. Os caras tem músicas excelentes. O show deve ser ótimo.


Warley Morbeck
http://flamengoeternamente.blogspot.com/

Carlão Azul disse...

Realmente Scorpions e uma grande pedida. Still loving you lindissima.

Abracos WH


Saudações Celestes

SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense - BLog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Maldita Futebol Clube disse...

grande wilson, só informando: o programa já esta m no site, em mídias: www.malditafutebolclube.com.br

EFRAIM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EFRAIM disse...

Grande Wilson, eu tive o grande prazer de decoupar a fita da entrevista coletiva desses caras.... Viva o Rock 'n' Roll!!!

joao disse...

nossa que azar a banda scorpinsss