health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Lar doce lar botafoguense


Após algum tempo do Engenhão sob domínio do Botafogo de Futebol e Regatas uma dúvida paira no ar: Porque a torcida não faz do belo estádio, o seu verdadeiro caldeirão?

Aqui no Rio de Janeiro, muita gente afirma com veemência que a vizinhança no local, com pequenas ruas, dificulta a circulação de pessoas e de carros. Há também outra questão: a dificuldade de transporte. Além do trem, resta apenas o ônibus, entretanto, em jogo de grande apelo, como foi o caso de Flamengo x Vitória que aconteceu no estádio do Fogão, o trânsito foi desviado, na tentativa de desafogar o congestionamento obrigando os usuários deste transporte coletivo a caminharem longa distância para pegarem um ônibus.

Além do mais, torcedores botafoguenses que residem na Zona Sul, ainda não se acostumaram com a idéia de se deslocarem para o outro lado da cidade para acompanharem seu time, vivendo a situação que vive. Vale lembrar e informar para aqueles que não moram no Rio de Janeiro, que o estádio do Maracanã fica mais próximo à Zona Sul do que o bairro do Engenho de Dentro, além de contar com uma estação de metrô, transporte esse que vai até a região praiana.

De fato, existe também a questão do fanatismo e do amor. Tem gente que acredita que pelo clube, morando na mesma cidade, não pode, de forma alguma, haver distância. Mas há.

Mas um fator que na pode ficar esquecido, é que além dessas recorrentes dificuldades, ainda há outro agravante: o time não corresponde ás expectativas. O Alvinegro disputou 24 pontos no Rio e conquistou apenas 12. Perdeu para o Goiás (1 a 4) e o Fluminense (0 a 1), empatou com Flamengo (2 a 2), Corinthians (0 a 0) e Sport (2 a 2), e venceu o Internacional (3 a 2), o Santos (2 a 0) e Barueri (2 a 1).

Logicamente, se quiser contar com o apoio da sua torcida, vai ter que convencê-la de que vale a pena, pegar trem lotado, andar quilômetros até achar um ônibus, enfrentar engarrafamento gigantescos (apesar da tranqüilidade do estacionamento coberto) para ver o time jogar. Com todo respeito aos jogadores e demais profissionais do Bota, mas se deslocar de uma região de certa forma distante, para ver o time tomar um baile do Goiás sendo goleado por 4 a 1 dentro de casa, não dá.

O plantel não é excelente. Nem em sonhos tem condições de lutar por uma vaga na Libertadores. Mas se quiser deixar de vez a fase negativa de lado e respirar novos ares, mais limpos, contando com seus fieis ao lado, vai ter que mostrar empenho, dedicação e vontade, sobretudo, conquistando bons resultados.

Depois de pegar o São Paulo no Morumbi nessa quarta, o Bota receberá o Atlético-PR, postulante ao rebaixamento. Será uma ótima oportunidade para mostrar a torcida, de uma vez por todas, de que o Engenhão deva ser sua casa oficial, transformando-o de vez em caldeirão.

E não deixem de visitar os outros blogs também atualizados por este que vos escreve.

Sempre Fla (Novidade na blogosfera)

Pitacos do Bodaum (Ressurgimento na blogosfera com interessantes quadros)

Blog Loucos Por Ti Corinthians (Novidade na blogosfera)

[Foto: Wikipédia]

11 comentários:

Pedro disse...

O Engenhão é um estádio muito moderno do Brasil,eu acho muito bonito esse estádio!
Mais o melhor é o meu estádio o MAJOR ANTÔNIO COUTO PEREIRA
quando você for lá você vai ver o que é um estádio ferver e a minha linda torcida Coxa gritar o jogo inteiro mesmo o time ganhando ou perdendo!
hehe
Abraços
SAV

snoopy em p/b disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
snoopy em p/b disse...

grande wilson herbert!
cara, sinceramente, todo o resumo dessa história de pouco público no engenhão tem UM ÚNICO E ESCASSO MOTIVO: o time não coopera, o treinador é um incompetente e a diretoria é omissa.
difícil acesso, ruas estreitas, distância da zona sul... francamente, tudo isso é balela.
o engenhão já registrou ótimos públicos em jogos do botafogo, como, por exemplo, botafogo x portuguesa, na copa do brasil do ano passado. esse é só um exemplo.
acontece, meu caro amigo, que a torcida do botafogo é inteligente e sua forma de protesto não é jogando bombas em treinos, pixando muros, destruindo o patrimônio do clube etc etc etc.
ela simplesmente não vai ao estádio.
nos últimos anos, apesar de alguns bons times, temos passados por vexames terríveis (se é que existe um vexame que não seja terrível).
isso pesa demais.
em três campeonatos cariocas, a arbitragem foi decisiva em todas elas.
ninguém aguenta ser tri-vice do maior rival, perdendo por conta de atuações desastrosas da arbitragem.
o torcedor botafoguense está desarmado diante disso.
já é até conhecido como chorão, com uma contribuição fundamental de sir bebeto de freitas, cuca e cia.
algo que pode exemplificar a força da torcida do botafogo é a final da taça rio deste ano.
por termos vencido a taça guanabara, o título da taça rio daria ao botafogo o título antecipado do carioca.
o que aconteceu? lotamos o maracanã.
numericamente, não dá pra lutar contra a torcida do outro time lá (por respeito ao amigo, vou pegar leve). mas, ainda assim, lotamos 45% do estádio. eu estive lá e vi.
qual foi o resultado? um almoço estranho às vésperas da partida, uma retranca inexplicável pautada pela escalação de um pupilo do treinador, que fez o único gol da partida, só que contra....
por essas e outras, eu afirmo que a principal razão de o engenhão não estar lotado sempre é esse treinadorzinho que lá está, que montou um time que está longe das tradições do botafogo, que conta com jogadores que, para aprender o mínimo sobre futebol, precisa aprender, primeiramente, a andar.

forte abraço e sds. botafoguenses!!!

Maldita Futebol Clube disse...

wh, simplesmente a torcida não vai porque inexiste! brincadeirinha.... mas, a verdade é que o time não inspira confiança, e quando não há um grande ídolo, o torcedor não se desloca para o estádio parta ver seu time. Ainda mais podendo pagar para assistir em casa.Sem violência, sem congestionamento, sem balbúrdia e com menos gastos!E em tempos de gripe suína,então, nem se fala! mas, a bem dsa verdade o espetáculo de futebol é carop para o torcedor comum , pois são em média de três a quatro jogos por mês. Coloca isso na conta? A torcida do fla lota porque é enorme e nem sempre são os mesmos que assistem a todos os jogos! assim quando um não vai no domingo, vai na quarta e vice-versa, coisa que uma torcioda de menor pórte não vai fazer, ainda mais sem motivação alguma. O time não briga por títulos, não tem ídolo, foi tri vice do rival e por aí vai.é isso, abs, leandro

Kauê Oliveira disse...

Realmente o time do Botafogo não está embalando ninguém, porém isso não é desculpa para esse baixissimo
público nos jogos do Botafogo no Engenhão, outros clubes até mesmo ai do Rio, já viveram ou vivem situações piores que a do Botafogo e mesmo assim levam públicos superiores ao do mesmo.

abços.

Uelton Gomes disse...

O time que faz a torcida, o time do Botafogo não anima os torcedores não vão prestegiar o time, talvez seria uma forma de protesto.

Abraços.

Leonardo Resende disse...

O time do Botafogo não é bom, mas não deixa a desejar pra quase nenhuma equipe do futebol brasileiro.

O Engenhão é um estádio novo, moderno e capaz de receber um excelente público.

O que afasta, então, os torcedores do estádio?

Sinceramente? Não sei. Quando os jogos eram realizados no Caio Martins, em Niterói, o estádio era de facílimo acesso, mas mesmo assim, nunca lotava.

Vá entender...

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

Jefferson freire disse...

Fui ao engenhão e realmente as ruas são estreitas, acho complicado clássicos lá. Mas a ausência de torcedores do bota se dá pela falta de amor ao clube. Moro em São Gonçalo e nem por isso deixo de ir ao estádio ver o mengão, seja no maraca ou no engenhão ou em qq lugar. Tenho prazer em cantar para o mengão. E na minha opinião falta isso ao torcedor botafoguense.

Abços...hj no MFC.

Biriba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Biriba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Biriba disse...

Wilson Herbert,

Fui à inauguração e a muitos jogos no Engenhão. Como saio de Niterói, vou de van fretada, uma moleza só.

Minha insatisfação e consequente atual ausência se dá por causa de vários fatores.

A atual diretoria renovou contrato com um técnico que escolheu os seguintes jogadores para fazer parte do "elenco" a ser "apreciado" pelos torcedores: Emerson, Fahel, Leo Silva, Jean Carioca, Diego, Flavio (goleiro reserva da Cabofriense), Jean Coral e quejandos. Este mesmo senhor pleiteou para a permanência no plantel do inútil Lucas Silva e vetou a contratação do argentino, Damian Diaz. Isso é elenco de espetáculo que se queira sair de casa e pagar pra ver? E com o agravante de que o mesmo treinador não consegue fazer, dentro dos limites que tem - que não são tão diferentes dos outros clubes que disputam o mesmo campeonato -, o time apresentar um padrão de jogo minimamente razoável, ou simplesmente inteligível.

Essa mesma diretoria abriu mão da setorização do estádio, o que força os torcedores "comuns" a disputar espaço com as torcidas organizadas, não se valendo da proposta arquitetônica de organização do espaço, que projetou para o Engenhão setores distintos. Eu, por exemplo, não quero ficar ao lado de um monte de gente que aplaude o Emerson, ao mesmo tempo que vaia o jovem Gabriel. E não quero me indispôr - pra ficar só no nível da indisposição - com um sujeito que me "interpele" por estar exibindo uma faixa pedindo a saída do medíocre Ney Franco, como já aconteceu com amigos meus.

A atual gestão do Botafogo não tem uma proposta atraente para o programa sócio-torcedor, que destina ao usuário do plano um setor do estádio onde não se tem visão completa do campo (!), o que já é um absurdo por si só, mas que demonstra perfeitamente a incompetência de quem deseja atrair público para os jogos.

Se estes mesmos senhores que estão à frente do comando botafoguense não têm um plano de gestão para o período em que o Maracanã ficará desativado no próximo ano, o que dirá da projeção que fazem para os 18 anos de concessão dada ao clube para administrar o estádio.

O Engenhão está em péssimas mãos, uma vez que o Botafogo é administrado por neófitos incompetentes e mal preparados para exercer as funções para as quais foram "eleitos" e que não fazem por onde atrair os torcedores para um estádio que poderia - e será, espero - um belo palco para receber os torcedores e abrigar belos espetáculos esportivos. Do jeito que está, vai continuar "Vazião".

Abraços,

Luís