health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Decepcionante


Por Wilson Hebert

Esse estudante de jornalismo que vos escreve sempre se declarou fã do jovem santista Neymar. Seus dribles, suas jogadas, sua habilidade, originalidade, praticidade, criatividade, enfim... É exatamente o futebol que nos enche os olhos e nos fazer sentir gosto em acompanhar esse esporte bretão. Com o “não ao Chelsea”, essa idolatria aumentou em proporções inimagináveis. Até então não tínhamos nota de uma atitude como essa vinda de um jogador brasileiro, ainda com mais a quantia oferecida.

Mas tudo tem um limite, um ponto. Neymar não pode ser colocado acima do bem e do mal. Não podemos idolatrá-lo de forma incondicional. O que ele aprontou na partida entre Santos 4x2 Atlético-GO, foi mais do que lamentável. Foi decepcionante. Segue abaixo o trecho do site globosporte.com com depoimento do técnico Renê Simões, adversário derrotado na noite desta quarta na Vila Belmiro:

“- Estou extremamente decepcionado. Estou desde garoto no futebol e poucas vezes vi alguém tão mal-educado desportivamente. Sempre trabalhei com jovens e nunca vi nada assim. Está na hora de alguém educar esse rapaz, ou vamos criar um monstro. Estamos criando um monstro no futebol brasileiro.”

É hora de colocar os fatos na balança e pesá-los. O jovem atacante não podia em hipótese alguma xingar seu treinador, Dorival Júnior, por não ter a permissão de cobrar o pênalti. E não foi um fato isolado. O craque vem se destemperando sucessivamente. Ele está desconhecendo a palavra respeito e está cultuando o termo irresponsabilidade.

Ao que tudo indica, Neymar não tem namorada. E como é jovem, talvez não tenha tido nenhuma em toda sua vida. Talvez falte isso pra ele. Prazeres que um homem só pode ter com uma mulher.

Mas caso o problema dele seja arrependimento por ter permanecido em solo tupiniquim, aí é questão de paciência e de alguém estabelecer um diálogo com ele. Até porque se mantiver seu futebol aliado a um comportamento positivo, é lógico que ele segue pra Europa mais cedo ou mais tarde. Mas se rumar mesmo no caminho de ser um bad boy, sua carreira poderá ser posta em perigo.

4 comentários:

Mel disse...

Gosto muito de ver o Santos jogar. Não sei se posso chamá-lo de ídolo, mas de uma forma ou de outra, admiro muito toda sua técnica, seu jeito dentro de campo... Dá gosto de ve-lo jogar. Porém ultimamente ele mesmo tem ofuscado um pouco desse brilho todo com certas atitudes que demonstram um grande despreparo emocional, se posso chamar assim...
Estou na torcida para que esse "moleque" crie "juizo"...

Abraço.

André Peixoto disse...

Neymar tem que abaixar a bola, deve respeitar o superior que está no comando do time. Não é porque ele é um dos melhores jogadores do Santos, um dos mais badalados da nova Seleção Brasileira, que ele pode maltratar as pessoas, mesmo se não fosse também.

Abs

Wilson Hebert disse...

Mel e Peixe,

Vcs estão redondamente corretos.

Abraços

F.C. Nilmar N9 disse...

- O jogador saindo da base, ou já encerrando a carreira tem que dar o exemplo claro que ele merece algumas chances para mudar, mas, com este comportamento ele só irá perder tanto o olhar dos mais novos quanto o respeito de nós admiradores do Futebol.