health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Mauro Boselli


Enquanto Maradona foi mordido pelo seu cão, tendo que se internar e passar por cirurgia no rosto, Mauro Boselli vem mordendo os times rivais argentinos. É o artilheiro do país com oito gols na temporada. Quatro no Clausura e quatro na Libertadores. Hoje o Fútbol Argentino conta um pouco da sua história.

Nascido em Buenos Aires no dia 22 de maio de 1985, o delantero iniciou sua carreira no Boca Juniors no ano de 2003 chegando a conquistar a Copa Sul-Americana em 2004. Em 2005 se transferiu para o Málaga B e disputou o Campeonato Espanhol. Retornou ao seu país em 2006 para novamente vestir a camisa xineize. Na segunda passagem pelo clube, venceu a Libertadores 2007. Ficou no Bombonera até 2008, quando foi contratado pelo Estudiantes de La Plata.

Com uma carreira curta, porém instantaneamente vitoriosa, Boselli chegou como um reforço de peso para os torcedores dos Pinchas, passando a dividir com Juan Sebastián Verón as atenções de ídolo e jogador principal do time. E o sucesso não tardou a acontecer.

No ano passado após empate em 0x0 no estádio Jorge Luis Hirschi, na Cidade de La Plata, o Estudiantes garantiu seu quarto título da Copa Libertadores após 39 anos sem a conquista (conhecida como o tricampeonato mais importante adquirido por um clube do futebol argentino 68-69-70) em pleno Mineirão lotado de cruzeirenses. Ele, Mauro Boselli, foi o autor do gol da vitória por 2x1 e se tornou o artilheiro da competição com oito gols.

Na final do Mundial Interclubes, o goleador de 25 anos foi o autor do gol único de seu time na derrota para o Barcelona por 2X1, se tornando vice-campeão mundial interclubes.

Pela Seleção Argentina, o camisa 17 do Estudiantes foi pivô de um episódio que a imprensa portenha classificou como “Papelón de Maradona”. Para um amistoso da seleção marcada para o dia 10 de fevereiro desse ano contra a Jamaica, o treinador anunciou a lista de convocação que contava apenas com jogadores que atuassem na Argentina. Porém, Dieguito cometeu um grande equívoco. Chamou quatro jogadores do clube de La Plata. Ele e toda sua comissão técnica, simplesmente se esqueceram que o time de Boselli tinha um jogo pela Libertadores justamente no dia seguinte ao amistoso.

Os jogadores estudiantiles chamados na ocasião e depois cortados de forma obrigatória foram o zagueiro Clemente Rodríguez, os meias Enzo Pérez e José Sosa, além do atacante Boselli.

Na semana passada após vitória contra o Newell’s pelo Clausura, surgiu na imprensa argentina boatos sobre interesse do Birmingham da Inglaterra pelo atacante argentino. Inclusive, davam conta até da existência de uma proposta de US$ 8 milhões pelo atleta. Boselli, imediatamente desmentiu tudo e disse não ter recebido nenhum contato oficial para sair do clube desde que começou a defender as cores do Estudiantes.

Veja abaixo vídeo do gol de Boselli pela final da Libertadores 2009.

3 comentários:

Jefferson freire disse...

Olho nele então. Quem sabe ele não cruza o caminho do Mengão???

www.saudacoesrubronegras.com.br

SRN

Felipe Delfim disse...

Boselli é um bom atacante. Pode não ser um show em termos de técnica, mas ele se doa, tem um bom domínio de bola e é matador.

Bem disse o Jefferson aí em cima... seria um bom reforço pro Mengão!! hehe (claro que pra reserva. Império do Amor arrebenta.)

Abraço WH, e SRN!

Wilson Hebert disse...

Acho que o Jefferson quis dizer cruzar o caminho no sentido de enfrentar o Flamengo na Libertadores, Delfim, e não para fazer parte do time, hehehe.

Mas talvez seria interessante pro segundo semestre, quando Love ou Adriano devem sair, isso se não sairem os dois, né.

Abraços!