health

[cinema][bleft]

Technology

business posts

Grêmio na final. Título de mais valia para Ferdinando.



A tradição emplacada no Estado que para este que vos escreve possui o maior clássico regional do país, às vezes nos reserva algumas surpresas interessantes. Por exemplo, muitos podem ter chegado à conclusão de alguma ineficiência do Internacional ao ser eliminado pelo Novo Hamburgo em uma das semifinais da Taça de Fernando de Carvalho. Acontece que, vendo os principais lances da final, onde este time perdeu para o Grêmio por apenas 1x0, percebe-se que não se trata de nenhuma equipe boba.

Toques rápidos, triangulação, saída rápida para reposição de jogo e, claro, um ótimo goleiro. Como diz o saudoso Luiz Mendes da Rádio Globo (que é colorado) “quando um time não tem craques, o seu craque tem que ser o conjunto”. Isso está bem implantado ao Novo Hamburgo.

E com relação ao Grêmio, do técnico Silas, não mostrou grandes feitos durante a final, o que não impede de classificarmos como positiva a sua atuação. Sim, fez uma boa partida, embora tenha dado brechas ao adversário para chegar com perigo, por algumas vezes, a meta do excelente goleiro Victor.

E ao autor do gol (belíssima cobrança de falta, diga-se de passagem) a redenção. Podemos indagar que se trata apenas de uma final de turno e que, apesar de valer uma taça, seu mérito maior é classificar a equipe responsável pelo triunfo a final do Campeonato Gaúcho. Mas para Ferdinando, certamente não é nada disso.


O autor do tento gremista mostrou personalidade em dois pontos cruciais. Primeiro, em jogar com a cabeça erguida, sem se intimidar pelas vaias recebidas em outras partidas desta temporada no próprio Olímpico. Segundo, em ter peito para pegar a bola, ser responsabilizar pela cobrança de falta e efetuá-la. Houve um pouco de falha de posicionamento do arqueiro, mas que pode ser relevada com a potência do chute do volante gremista.

No mais, parabéns ao Grêmio pela conquista com pompas honrosas para as tradições do futebol gaúcho. Assim, poderá ter mais tranqüilidade para se reservar à Copa do Brasil. Pelo menos, é o que deve ser feito.



Um comentário:

Leonardo Resende disse...

Fala WH!

O Grêmio não montou um grande time, mas vem dando certo.

Borges caiu muito bem no time e Silas está dando ao tricolor uma cara totalmente nova nesse ano. Que continue assim!

Peço mil desculpas pelo sumiço. Estou enrolado até os cabelos e a falta de tempo me manteve afastado durante todo esse tempo da blogosfera. Prometo passar aqui mais vezes, mesmo que não atualize lá o meu blog, ok?

Aproveito que já estou aqui e peço pra que vc visite também o Rio Futebol, se puder! Demorei, mas consegui atualizar novamente, rs!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com